Início » Procura de empresas para assistência psicológica de funcionários cresce 44% para combaterSíndrome do Burnout
Destaque Saúde da Mente

Procura de empresas para assistência psicológica de funcionários cresce 44% para combater
Síndrome do Burnout

Procura de empresas para assistência psicológica de funcionários cresce 44% para combater Síndrome do Burnout
imagem: Divulgação

O aumento da procura de auxílio psicológico por parte de empresas é uma tendência crescente nos dias atuais, sobretudo devido ao aumento da pressão e do estresse nas atividades profissionais. Com isso, a Síndrome de Burnout, caracterizada por causar um esgotamento emocional e diminuição do desempenho, tem sido cada vez mais tratada como uma preocupação no ambiente de trabalho.

Procura de empresas para assistência psicológica de funcionários cresce 44% para combater Síndrome do Burnout
imagem: Divulgação

Em 2019, a Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu o Burnout na Classificação Internacional de Doenças (CID-11) reconhecendo-a como uma resposta a condições de trabalho exaustivas e pouco depois, em janeiro de 2022, a síndrome passou a ser classificada como doença ocupacional, ou seja, que surge em decorrência do trabalho. Isso tem levado as empresas a ficarem mais conscientes da importância da saúde mental dos funcionários e, desta forma, oferecer recursos para lidar com o estresse acumulado na atividade profissional.

Profissional de Saúde mental
imagem: Divulgação

Neste cenário, algumas empresas passaram a contratar profissionais de saúde mental para fornecer o suporte necessário para os funcionários. De acordo com um levantamento realizado pela Conexa, a busca das empresas por assistência psicológica para os funcionários por meio de telepsicologia teve um crescimento de 44%, saindo de 244 programas ativos nas empresas, para 399 em janeiro de 2023.

A iniciativa privada também optou por diferentes formas para tentar minimizar os impactos do estresse no ambiente de trabalho, oferecendo programas de bem-estar, como meditação e yoga para ajudar os funcionários a lidar com o estresse e adotando políticas de trabalho mais flexíveis, permitindo que os trabalhadores atuem de forma remota, iniciativa que pode ajudar a reduzir o esgotamento emocional no desempenho das atividades profissionais.

Procura de empresas para assistência psicológica de funcionários cresce 44% para combater
Síndrome do Burnout
imagem: Divulgação

Durante a pandemia da Covid-19, alguns fatores como o isolamento social, o medo da doença e as incertezas financeiras afetou a saúde mental de muitos trabalhadores, que ficaram impedidos de trabalhar e recorreram aprogramas do governo federal, ajuda de familiares e empréstimo pessoal online para pagar as contas e manter o próprio negócio. 

No período, funcionários de empresas experimentaram mudanças significativas nas condições de trabalho, com muitas pessoas trabalhando de casa e lidando com a falta de separação entre vida pessoal e profissional, fator que também pode colaborar diretamente para o risco de desenvolver a Síndrome de Burnout.

Procura de empresas para assistência psicológica de funcionários cresce 44% para combater Síndrome do Burnout
imagem: Divulgação

Segundo uma pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), 47,3% dos trabalhadores impactados pela pandemia da Covid-19 foram afetados por sintomas de ansiedade e depressão, sobretudo no auge do isolamento social adotado para combater o crescimento da curva de contaminação do vírus em vários países do mundo. Ainda de acordo com o levantamento realizado, 27,4% dessas pessoas foram diagnosticadas com ansiedade e depressão ao mesmo tempo. Com base em estudos e também na experiência cotidiana no ambiente de trabalho, a iniciativa privada segue tomando medidas para tentar minimizar os impactos causados com a Síndrome de Burnout e promover a saúde mental dos funcionários. Medidas eficientes para combater este problema podem ser muito benéficas, não só para a saúde dos funcionários, mas também podendo gerar um impacto positivo na produtividade e no sucesso das empresas.

Redação Revista Bem Estar

Adicionar comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas. Informe se quer enviar pautas.